Contos de Fadas na Alemanha

Já imaginou dormir no Castelo da Rapunzel? Chegar bem perto da roseira da Bela Adormecida? E andar pela Floresta do Lobo Mau? Nós fizemos tudo isso e vou te contar como foi essa nossa aventura em família pela Rota dos Contos de Fadas dos Irmãos Grimm.

A Rota dos Contos de Fadas é um circuito que passa nas cidades onde os Irmãos Grimm nasceram, viveram e reza a lenda, se inspiraram para escrever as histórias que até hoje contamos para nossos filhos. Pesquisando a gente descobre que não é bem assim e que as histórias como contamos são bem adaptadas do que eram originalmente, mas esse não é o ponto, vamos fazer de conta que é tudo isso.

A ideia dessa viagem surgiu quando resolvemos visitar amigos que moram em Berlin, conversamos com eles e decidimos ir no período de férias deles, ou seja, faríamos a Rota dos Contos de Fadas, encontraríamos eles em Berlin e depois pegaríamos alguns dias de férias juntos nas praias da Sardegna, lindo não? E foi mesmo…

Prontos? Então vamos começar pelas dicas de sobrevivência. Como essa viagem seria intensa de passeios, e nos quatro primeiros dias pretendíamos explorar as cidades dos contos de fadas, foi necessário bastante planejamento, estudamos o trajeto, dividimos os passeios de maneira que não ficasse muito cansativo para as crianças e foi mais ou menos assim que montamos:

Chegada em Frankfurt, noite para descansar

Dia 1: Hanau, Steinau e noite em Alsfeld..

Dia 2: Marburg e noite em Kassel

Dia 3: Conhecer Kassel, Sababurg  e noite em Trendelburg

Dia 4: Hamelin e noite em Bremen

Dia 5: Berlin (3 dias inteiros em Berlin)

Dia 9: avião para Sardegna  ( 4 dias inteiros na Sardegna

Dia 14: volta para casa

Quando viajamos gostamos de usar o aplicativo maps.me, ele permite baixar os mapas do locais, e assim temos um GPS sem precisar de internet, é sempre bom já marcar os pontos de interesse antes de sair do hotel, verificando se todos os mapas estão baixados e assim não tem erro de se perder.

Neste post vou explorar como foi nosso roteiro de viagem, indicando as principais paradas e pontos turísticos, para saber mais sobre cada cidade e passeio deixo os links dos posts completos.

DIA 1:

PONTOS DE INTERESSE DO DIA para marcar no maps.me

  • Staatspark Willhelmsbad, HANAU
  • Marktplatz, Hanau
  • Bruder Grimm Strabe, Steinau
  • Bruder Grimm House, Steinau
  • Schloss Steinau
  • Erlebnispark Steinau
  • Marchenhaus, Alsfeld

Saímos logo após o café da manhã em Frankfurt e andamos em torno de 17 km até o Staatspark Willhelmsbad, em HANAU, um parque grande cheio de trilhas para caminhadas, não é muito exuberante, tem um parquinho simples, mas que já agrada as crianças.

IMG_8485
Parquinho
IMG_8482
Staatspark Wilhelmsbad

Depois de deixar o Rodrigo correr um pouco seguimos de carro mais uns 5 km até a Marktplatz de Hanau, foi nessa cidade onde os Irmãos Grimm nasceram, então na praça central tem uma estátua em homenagem a eles, a praça é bem grande e entre maio e julho acontecem festivais que deixam a praça repleta dos personagens dos contos de fadas. Em épocas comuns não se encontra muitas referências aos contos, e aqui já deixo uma ressalva, não espere nenhuma experiência princesas da Disney, estamos na Alemanha onde tudo é apresentado mais sutilmente, o encanto da rota está nas cidades que realmente parecem saídas de contos de fadas, mas sem floreios e magias.

IMG_1956
Os Irmãos Grimm no centro de Hanau, Rodrigo causando na foto

A praça é grande, então as crianças tem bastante espaço para correr, ao redor da praça tem restaurantes e cafés, perfeitos para uma parada de lanche. Bem próximo a praça é possível encontrar uma DM (site), uma espécie de mercado que tem tudo, fraldas, biscoitos, lencinhos, até consegui comprar uma mamadeira da Avent por um preço bacanérrimo. Vale já dar uma passada e pegar algumas coisinhas para as crianças (tenho crianças que sofrem de fome, estou sempre equipada de lanchinhos).

Não gastamos muito tempo em Hanau e partimos para a próxima parada do dia, pode colocar no maps.me a Bruder Grimm Strabe em Steinau, tem mais ou menos 50km de distância, e quando estiver chegando é só achar algum local para estacionar, foi bem fácil para a gente. Aqui também dá pra andar de carrinho tranquilamente, os trajetos a pé são bem curtinhos mas tem passeios bem legais.

Andamos até a Bruder Grimm House, um Museu pequeno mas que vale bastante a visita para saber das histórias que os Irmãos Grimm escreveram, além de ser uma graça tem um quebra cabeça de chão que os meninos adoraram, e na parte de fora esculturas do 7 anos, e o Principe Sapo, além de uma macieira que te faz lembrar da Bela Adormecida e uma casinha de madeira do João e Maria.

IMG_8499
Jardim da Bruder Grimm House
IMG_8505
Dentro da Bruder Grimm House

Em seguida caminhamos em direção ao Castelo, Schloss Steinau. O Castelo é lindo e para melhorar tem um parquinho muito legal para a criançada, nem preciso dizer que ficamos muito tempo por ali.

IMG_1987
Parquinho com vista

Em frente ao Castelo tem alguns restaurantes na rua, super agradáveis, agora se prepare, nessas cidades se fala muito pouco inglês, sorte que o marido tinha estudado um pouco de alemão e ali já aprendemos o que seria a alimentação das crianças pelos próximos dias, batatas amassadas para o Gui e schnitzel, que é tipo um bife a milanesa para o Rodrigo.

Quando prontos partimos para nosso próximo destino, bem pertinho, menos de 4km, o Erlebnispark ali mesmo em Steinau, um parque de diversões muuuuito legal. Tem brinquedos para diversas idades (menores que 15 anos), desde escorregas, pula-pulas, até montanhas russas pequenas. o parque fica numa área verde super linda e é bem grande, nós ficamos duas horas, pois com duas crianças pequenas ainda se acostumando ao fuso horário o melhor é não abusar, mas com crianças grandes vale programar mais tempo aqui.

Do parque seguimos mais ou menos 70km até Alsfeld, onde já tínhamos hotel reservado, como o dia tinha sido intenso não fizemos muito turismo pela cidade, mas caminhamos pela Marktplatz onde havia um festival de música então estava bem animado, andamos pelas ruas ao redor jantamos e demos o dia por encerrado.

Em Alsfeld tem um museu dedicado aos contos dos Irmãos Grimm, a Casa dos Contos de Fadas, Marchenhaus, acabamos não visitando, mas já li pessoas que gostaram muito, se tiver um tempo acredito que vale a visita.

O post mais detalhado sobre este dia está aqui.

DIA 2: Marburgo e Kassel

PONTOS DE INTERESSE EM MARBURG

  • Elisabethkirch (Igreja de Saint Elizabeth)
  • Landgrafenschloss (Castelo de Landgrave)
  • Rathaus Marburg (Prefeitura).

Chegamos cedo em Marburgo, estacionamos nosso carro no Parkhaus Oberstadt, o endereço é Pilgrimstein, 17. Este estacionamento já tem o elevador que liga as partes alta e baixa de Marburg. A cidade se “divide” desta forma, a parte baixa é mais moderna e a parte alta conserva a cidade mais antiga, com as casas de madeira em enxaimel e é onde se encontram os maiores pontos turísticos de Marburgo.

Iniciamos nosso passeio na parte baixa, visitando a Elisabethkirch (Igreja de Saint Elizabeth), a primeira Igreja gótica da Alemanha, um monumento realmente grandioso, após a visita fomos conhecer a parte alta.

IMG_2049
Igreja de Saint Elizabeth

 

IMG_2057
Pelas ruas de Marburgo – parte alta

Caminhamos até a praça central, onde fica o Rathaus Marburg, a prefeitura da cidade e resolvemos dar uma bela parada por ali, tomar um chopp e almoçar.

IMG_2066 2
Rathaus Marburg – Prefeitura

Como as crianças estavam ainda se adaptando ao fuso resolvemos não abusar muito, demos uma longa pausa na praça. Acabamos não visitando o Landgrafenschloss (Castelo Landgrave), apenas avistamos ele de longe. Como estava agradável o passeio resolvemos seguir pelas ruas e descer a pé mesmo, conseguimos nos virar super bem com carrinho, na descida tinha algumas partes mais difíceis, mas dá pra levar tranquilamente.

Terminamos assim nosso passeio por Marburgo, levamos umas 3 horas para fazer esse roteiro, adoramos a cidade e para quem tem mais tempo acredito ser um local legal para dormir e explorar um pouco mais. Pela cidade é possível encontrar elementos referentes aos contos de fadas, e isso pode ser uma atividade divertida com as crianças mais velhas.

Leia mais sobre Marburgo neste post.

Seguimos nosso caminho, rumo a Kassel, um trajeto de mais ou menos 100km, perfeito para aquela soneca das crianças, esse dia resolvemos pegar leve e em Kassel ficamos mais pelo hotel, e no dia seguinte que realmente conhecemos os pontos turísticos, e ainda tínhamos programado conhecer Sababurg e Trendelburg.

DIA 3: Kassel, Sababurg e Trendelburg

PONTOS DE INTERESSE DO DIA

  • Bergpark Wilhelmshöhe, Kassel
  • Museum Hessen Kassel
  • Schloss Wilhelmshöhe, Kassel
  • Grobes Gewächshaus, Kassel
  • Herkules Monument, Kassel
  • Neptungrotte, Kassel
  • Lowenburg, Kassel
  • Sababurg
  • Hotel Burg Trendelburg (Castelo Rapunzel)

Nosso dia começou em Kassel, havíamos chego no dia anterior mas ainda não tínhamos feito muito turismo. Kassel é uma cidade muito cultural, cheia de museus para que tem tempo e interesse, chegando na cidade já notamos uma mudança de cenário, deixando as casinhas de madeira e enxaimel de lado e entrando numa cidade grande e com muita natureza.

A natureza foi a parte que mais exploramos em Kassel nosso passeios todos foram dentro do Bergpark Wilhelmshole, o parque é enorme e tem locais que precisamos ir de carro, mas de qualquer forma prepare-se para caminhar, as trilhas são de pedrinhas batidas, mas dá pra usar carrinho sem problemas. Estacionamos próximo ao Museu Hessen Kassel, que é fantástico, e pelos arredores gastamos uma hora e meia. Próximo ao Museu tem o Castelo (Schloss Wilhelmshöhe) e a estufa (Grobes Gewächshaus). Os jardins são lindos, a natureza do parque é incrível, e deste ponto pode-se ver o Herkules Monument no topo da colina, em algumas épocas de lá verte água que corre numa construção de pedra finalizando como um queda d’agua no Neptungrotte, quando fomos estava seco então não visitamos esse ponto.

IMG_2115
Em frente ao Museu, com o Herkules no fundo

Resolvemos ir ao Herkules Monument, fomos de carro e já compramos comidinhas para fazer um piquenique lá em cima, mas achei meio furada, os jardins não são bonitos como os de baixo, e estava tudo em obras. Saímos de lá e fomos ao ultimo local que visitamos em Kassel, o Lowenburg, um Castelo lindíssimo, que estava em obras também mas isso não prejudicou o passeio, visitamos a parte interna e gastamos um bom tempo pelos seus jardins que são maravilhosos. Ficamos um pouco mais de uma hora por ali, e seguimos para nosso próximo destino. Todo nosso passeio em Kassel está aqui.

IMG_8764 2
Castelo de Lowenburg
IMG_8788
Espelho d’agua o preferido do Ro

Nosso próximo destino estava a somente 35 km de Lowenburg, iríamos conhecer o Castelo de Sababurg, o lar da Bela Adormecida, pelo menos era quando visitamos, esse ano (2018) resolveram mudar ela e seu príncipe para o Castelo Hohnscheid, mais detalhes nesse post.

De qualquer forma a visita foi encantadora, o Castelo ainda abriga um restaurante, um hotel e um palco onde acontecem alguns espetáculos de música,  o local é de tirar o fôlego, fizemos um passeio que contava a história da Bela Adormecida, infelizmente não existe mais esse passeio, mas com certeza vale conhecer o Castelo e seus arredores.

IMG_2168
O passeio tem inicio no cadeado de coração

De lá andamos somente 12 km para nosso próximo destino, Hotel Burg Trendelburg, na charmosa cidade de Trendelburg, onde fica o castelo da Rapunzel, e ali que iríamos dormir.

Se não for passar uma noite neste Castelo, pelo menos garanta a visita, o interior é muito lindo, dá vontade de ficar horas nos jardins do Castelo, e o Restaurante além de delicioso tem uma vista lindíssima. Nós havíamos reservado um quarto e achei uma experiência interessantíssima, pois o quarto é todo decorado com moveis antigos num estilo Renascentista.

Pode-se visitar a torre que tem objetos e cartazes contando a história da Rapunzel, e em alguns domingos pode encontrar a própria na janela da torre. Desta janela pode-se avistar as tranças que ficam ali ” jogadas” esperando o príncipe subir. Vale a pena andar um pouco pelo centrinho da cidade, são pouco quadros bem próximo do hotel. Post completo aqui.

IMG_8849
Torre da Rapunzel com sua trança

Saímos de Trendelburg para nossos dois último destinos na Rota dos Contos de Fadas, Hameln e Bremen.

DIA 4 – Hameln e Bremen

PONTOS DE INTERESSE

  • Museum Hameln
  • Rattenfangerhaus (casa do caçador de ratos), Hameln
  • Hochzeitshaus (atual cartório), Hameln
  • Fonte com estátua do Flautista, Hameln
  • Wallenlagen, Bremen
  • Marktplatz, Bremen
  • Schnoor, Bremen

Chegamos em Hameln e logo achamos nosso caminho para as ruas centrais, essas são vibrantes, pessoas e música no ar tornam a visita muito agradável. São algumas ruas que compõem o centro histórico e por elas que gastamos nosso tempo em Hameln.

Na rua principal já se encontra o Museum Hameln que diz ter dados históricos que confirmam a história do Flautista contado pelos irmãos Grimm, a cidade ainda lembra das mais de cem crianças desaparecidas no ano de 1284. Ao redor desta história que se fazem os maiores pontos turísticos da cidade, basta caminhar um pouco que acabamos encontrando todos eles, e seguir a trilha dos ratos ajuda.

IMG_2225
Ro na trilha dos ratos

Não tem como não perceber uma grande construção com 37 sinos na sua fachada, onde hoje funciona o cartório da cidade e antigamente era um local usado para celebrações, e ainda hoje, todos os dias as 9:35 os sinos entoam a “canção do caçador de ratos”.

IMG_8895
Flautista ainda atraindo crianças

A cidade é encantadora e consegue envolver o turismo ao redor da história do Flautista de uma maneira leve, foi uma cidade que me marcou bastante pela sua energia vibrante. Em alguns domingos entre maio e setembro acontece na praça central uma encenação que conta a história do Flautista de Hamelin, e é um dos grandes eventos dessa cidade.Para saber mais detalhes do nosso passeio leia neste post.

Ficamos em torno de 4 horas passeando pelas ruas de Hamelin e seguimos rumo ao nosso ultimo destino na Rota dos Contos de Fadas, e nele iríamos fechar com chave de ouro. andamos em torno de 170km para a cidade Bremen.

Nossa chegada em Bremen foi um pouco conturbada, a rua do hotel estava em reforma e tivemos problema pra achar o estacionamento, e a sensação de estar numa cidade um pouco grande, mas foi só começar a caminhar pelas ruas de Bremen que fui completamente tomada por essa cidade.

Nosso hotel era próximo ao parque Wallenlagen, onde tem o restaurante em forma de moinho, o Kaffe Mulher, então depois de instalados fomos passear por lá que já era caminho da Marktplatz.

IMG_2250
Parque Wallenlagen

Seguimos em direção a Marktplatz, mas com intenção de conhecer as ruas que contornam a praça e tivemos lindas surpresas no caminho, inclusive uma pracinha com o Carrossel dos Músicos de Bremen, que nem preciso dizer que o Rodrigo amou, junto tinha um parquinho super legal também.

IMG_8939
Carrossel

Seguimos assim até chegar a Marktplatz e ali fui arrebatada com a beleza dos prédios que cercam a praça. De cara já pudemos avistar a Unser Lieben Frauen, ou a Igreja da Nossa Senhora, e ao lado a famosa escultura do Músicos de Bremen, tinha até uma pequena fila para fazer a famosa foto, logo ao lado, pela rua que entramos na praça já tem a Rathaus, o prédio da prefeitura de Bremen e a St Petri Dom, Catedral de Bremen, e isso forma uma das visões mais lindas que tivemos na viagem.

IMG_2280
Marktplatz

A praça pede para gastar um bom tempo ali, admirando os detalhes e a arquitetura e por ali resolvemos ficar, bem turistas, jantamos no meio da praça, e depois voltamos calmamente de volta ao hotel, dia seguinte de manhã teríamos ainda um tempo para passear por Bremen e finalizar nosso dias na Rota dos Contos de Fadas, e partir para Berlin.

Nessa manhã conseguimos conhecer o bairro Schnoor, que antigamente era dos pescadores, pela sua proximidade ao rio e porto, para se perder nas ruas, realmente encantador, cheio de detalhes lindíssimos. Ainda conseguimos dar mais uma passada na Marktplatz para nos despedirmos de Bremen, e agora 400 km até Berlin. Post completo sobre Bremen aqui.

Nossa ida a Berlin foi bem caótica, por sorte nos programamos de sair um pouco mais cedo, pois nunca se sabe como vai ser longas horas no carro com crianças, e tínhamos um horário para devolver o carro. A estrada estava em obras e ficamos muito tempo parado, as crianças irritadas e não tinha como parar pois perdemos nossa margem de tempo para a devolução do carro. No final deu tudo certo, chegamos quase noite em Berlin, apenas o tempo de dar uma volta próximo ao hotel para jantar e um pequeno passeio.

Dia seguinte que começamos nosso turismo e Berlin e teríamos a companhia de nossos amigos que moram lá, foram quatro dias inteiros e conseguimos ter uma boa visão da cidade, Berlin é imensa em programas culturais, e com duas crianças pequenas o que mais fizemos foi caminhar passando por alguns dos pontos que tínhamos mais interesse.

Não vou explorar Berlin neste post pois queria mais era passar nosso caminho na Rota dos Contos de Fadas, sobre cada cidade tem um post mais detalhado e sobre nosso passeio em Berlin deixo aqui o link. Da mesma forma sobre a Sardegna, que fomos depois de Berlin, futuramente vou escrever mais detalhado sobre nosso dias na ensolarada Sardegna.

Valeu, boa viagem!!

 

Anúncios

6 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s